Sabe aquela sensação de um grande sonho realizado? Pois então, assim me senti ao colocar meus pés nos EUA no dia 11 de Setembro de 2006. Sim, você não viu errado: cheguei exatamente no dia 11 de Setembro, exatamente 5 anos após a tragédia em NY.

Embarquei em SP com mais um grupo de brasileiras, todas tremendamente ansiosas pelo que estava por vir…

Eu e meu medo de voar – que tormento – nos controlamos bem durante o voo sentido Washington DC, onde seria minha conexão para o destino final: NYC. Tudo tranquilo até então – perdemos o voo na conexão por conta da demora na imigração, mas no final deu tudo certo – chegamos em NY!

O nosso primeiro destino era a St. John University – lembrando que escolhi a Cultural Care – onde faríamos nossa semana de treinamento antes de embarcarmos com destino as nossas host families.

A universidade é linda e enorme e um sonho. Fica em um lugar muito charmoso, bem amplo e muito bonito. Corri procurar um acesso à internet para avisar a família no Brasil e nos EUA que eu já havia chegado e que estava tudo bem.

Gente, tudo isso aconteceu há quase 10 anos atrás, então com certeza muita coisa mudou e não lembro muito bem da semana dia a dia, mas quero compartilhar o que eu lembro da minha experiência e dar dicas que eu acredito serem valiosas para se ter um ano de sucesso.

Primeiro: quando fui achava que o treinamento era chato, e totalmente desnecessário. Engano meu! Sem ele com certeza teria ficado completamente perdida em diversas situações. Meninas, acreditem: absorvam o máximo do seu treinamento e valorizem pois ele é extremamente importante!

Lá você vai aprender mais sobre a cultura americana, comportamento das crianças e até mesmo o que fazer ou não fazer na casa da host family. Você vai, também, conhecer e receber várias dicas de entretenimento para as crianças, assim como cuidados especiais dependendo da faixa etária. Ah, fiquem tranquilas: as salas são dividas por faixa etária de suas host kids, ou seja, se você vai cuidar de um bebê, tenha certeza de que vai passar por aulas especificas para tal desafio.

unnamed (1)

É uma semana extremamente rica e divertida, que, sendo bem aproveitada, te prepara muito bem para seu ano como Au Pair. Valorize cada minuto do seu treinamento!

Author

4 Comments

  1. Hoje mesmo eu estava falando com meu namorado sobre au pair. Eu quase fechei o programa há uns meses atrás, mas fiquei com medo. Sou medrosa meeeesmo.
    É muito bom ler textos de pessoas que já foram, passa mais autoconfiança. Ah! Valeu pela dica de aproveitar o treinamento. Uma dúvida: Como vc lidava com crianças antes de ir? Tenho medo por isso também kkkk
    Vou vasculhar mais posts no blog sobre o assunto pra ser se crio coragem!
    haha
    Beijos, http://www.agentejunto.com.br

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Paloma!!!!!

      Que bom que curtiu – tem muito mais posts e videos sobre o tema para vir. E fico feliz que tenha publico pois esse é um assunto que eu AMO e adoro compartilhar a minha experiencia e tentar passar o máximo para quem tem interesse em ir tbm!

      Eu sempre gostei de crianças, mas nunca tinha tido contato direto – a não ser com primos, sabe? rs Fui numa escolinha perto da minha casa, expliquei e apresentei o programa e pedi para me incluirem em um estágio não remunerado para pegar uma experiencia com crianças, aprender sobre os cuidados mais basicos, brincadeiras e atividades educacionais e foi aí que eu consegui a minha experiencia comprovada para colocar no application.

      Em relação ao programa eu SUPER RECOMENDO! Faria tudo de novo – óbvio que você aprende com os erros e acertos e se fosse fazer novamente, muita coisa eu faria diferente. E é essa visão que eu quero passar para quem está começando! Espero que continue nos seguindo – vem muita novidade por aí!

      Bjos!!!

  2. Boa tarde,

    Parabéns pelo ótimo blog.

    Vem cá, diga se é possível:

    – Quem é profissional e tenha formação em área que tenha forte demanda na Irlanda, viaje como turista, mande currículos, consiga entrevistas e um emprego. A partir daí, estando em solo irlandês fica fácil de conseguir o visto de trabalho (work permit) ?

    Como aí não precisa de visto para viajar como turista, de repente esta estratégia cola…

    Grato desde já.

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Vilmar! Agradeço o feedback positivo e espero poder ajudar!

      Não é recomendado vir para cá como turista na busca de emprego, pois dificilmente as empresas aceitam esse tipo de visto, até mesmo para fazer entrevistas. O que pode acontecer – raro, mas pode – é a pessoa enviar CVs direto do Brasil e conseguir alguma empresa que banca o visto, mas já adianto que tem que possuir skills especificos e que não sejam faceis de encontrar por aqui.

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.