Decidir mudar de vida e ir passar um tempo fora do seu país de origem é sempre resultado de muita coragem e determinação. Mas e o medo do novo? Do desconhecido? Muita gente simplesmente vai e muita gente opta por programas de intercâmbio através de agencias justamente para contar com a segurança de uma empresa que sabe o que está fazendo. Eu optei pela segunda.

Quando decidi ser Au Pair nos EUA, em 2006, era tudo muito novo. Já falei por aqui, mas repito: não tinha tanta informação acessível como temos agora. Tive que correr de agência em agência para conhecer e escolher a minha e já adianto: não é uma escolha fácil.

Essa semana vi um monte de perguntas em fóruns sobre esse assunto e resolvi trazer aqui para o blog e explicar como e porque escolhi a minha agência.

Fui conhecer as 4 grandes agências: Experimento e EF por indicação e STB e CI por propaganda mesmo. Depois de sentar com todas as consultoras, ouvir bastante e atentamente sobre o programa em cada uma delas, valores, processos etc, escolhi e EF – Cultural Care. Antes de mais nada, esse post não é publicidade, estou apenas contando a minha experiência de escolha.

Escolher a agência é uma tarefa muito pessoal e aqui vale colocar que depende muito do feeling. Sim, isso mesmo, do feeling. No final das contas, as agências são bem parecidas entre si; elas seguem a mesma regulamentação dos EUA. Para quem não sabe, o programa de Au Pair é baseado em algumas regras/leis dos EUA, ou seja, nenhuma agência pode oferecer mais ou menos do que é permitido oferecer em questão de familias, salarios, cursos. Os processos, por outro lado mudam e as empresas em si são diferentes – pode haver diferenças ou facilidades em formas de pagamento por exemplo.

Eu escolhi a EF – Cultural Care por puro feeling. Na época fui muito bem recepcionada e senti uma segurança muito grande na empresa. O diferencial, para mim, foi saber que a empresa que atua aqui no Brasil é a mesma que atua nos EUA, ou seja, Cultural Care e EF são a “mesma pessoa” e isso me deixou muito tranquila. As outras agências trabalham com parceiras, Au Pair Care e Au Pair in America. Não que isso seja ruim, de forma alguma, mas para mim, naquele momento, a Cultural Care saiu na frente.

Outra coisa que se leva em consideração é o processo. A Cultural Care repassa o seu application para uma família de cada vez, sendo que Au Pair in America e Au Pair Care entregam o mesmo dossiê para mais de uma família ao mesmo tempo. Tem gente que prefere ter mais de uma opção; tem gente que prefere conhecer uma de cada vez. Aqui eu repito: vai depender muito de você e de como você se sente com relação a empresa que você está pesquisando. 

Vamos a um checklist rápido?
1. Pesquisar sobre cada uma das agências que oferecem o programa
2. Conhecer pessoalmente – se possivel – e tirar todas as dúvidas com relação ao programa
3. Verificar formas de pagamento
4. Verificar processo de inscrição e de escolhas de famílias
5. Verificar funcionamento do programa nos EUA
6. Conversar com participantes do programa pela mesma agência
7. FEELING

Mais do que qualquer coisa, o seu feeling vai dizer tudo e aí sim, é com essa agência que você vai fechar seu intercâmbio, confiar e ser feliz.

Author

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.