Category

Holanda

Category

Conexão longa em Amsterdam – dá tempo de curtir a cidade?

Eu adoro viajar de KLM! Foi a primeira cia aérea que experimentei para Europa e desde então, sempre faço questão de dar prioridade, até mesmo quando os preços são um pouquinho mais altos. Devo confessar que isso se deve ao meu medo de voar e me sinto segura voando com uma cia aérea que já conheço; me transfere uma confiança maior.

Pois bem, a KLM é uma empresa holandesa e, portanto, tem o seu hub instalado em Amsterdam, na Holanda. E qual é vantagem disso? Você pode pegar um vôo com conexão longa em Amsterdam, aproveitar um tempinho na cidade e então, seguir viagem para seu destino final.

O aeroporto de Schipol recebe voos de diversos países e também é ponto de partida para diversos mais, então é possível dar uma combinada em seus dias e horários de viagem e programar uma conexão longa em Amsterdam, aproveitando para conhecer um pouquinho da cidade.

A nossa conexão foi de 9 horas, o que dá pra aproveitar um bom bocado. Acabamos perdendo um pouco de tempo na ida pois eu quis falar com a família ainda no aeroporto – dica: wifi do aeroporto é FANTÁSTICA; funciona perfeitamente bem e é de graça! Consegui fazer uma perfeita chamada de vídeo sem interrupção alguma.

SAÍDA DO AVIÃO E IMIGRAÇÃO

Se você quer aproveitar uma conexão longa em Amsterdam, deve se atentar logo na saída do avião. Você deve seguir para o setor de bagagens/saída/imigração. Não vá para o setor de transfers!

Já no setor de imigração, existem duas filas: para cidadãos europeus e os não-europeus. A fila de não europeu estava enorme, como era de se esperar, então segui para a fila de europeu com o Diego – que estava com o passaporte português dele. Perguntei para o assistente que estava na fila e a resposta foi positiva, então seguimos em frente. Acabamos nos dando mal nessa escolha porque o atendimento demorou horrores! Foi bem uns 40 minutos de espera, mesmo a fila estando bem menor do que a do não europeu.

Chegando a nossa vez, entreguei os dois passaportes juntos e o agente, muito simpático, perguntou o que iríamos fazer. Respondi que gostaria muito de aproveitar a nossa longa conexão em Amsterdam e entreguei a passagem para Cork. Ele riu, deu instruções de horário em que deveríamos voltar e carimbou meu passaporte.

Acredito que mesmo que eu não estivesse com o Diego, não teria problemas mas é sempre bom frisar que a imigração européia costuma pedir seguro de viagem e comprovante de dinheiro, então é bom manter esses documentos fáceis para o caso de serem pedidos.

GUARDANDO A BAGAGEM

O aeroporto de Schipol é enorme e você deve ter um tempinho extra para entender os caminhos. A nossa primeira parada foi no locker do aeroporto para deixar as mochilas. O locker fica nos setores de “Arrivals” 1 e 2 – mas você pode seguir os indicadores de Baggage Lockers para chegar. Os lockers funcionam 24h por dia e os valores variam de acordo com o tamanho, lembrando que o pagamento deve ser feito com cartão de crédito ou débito:

Small 43x34x80cm: € 6
Medium 58x34x80cm: € 7
Medium plus 58x50x80cm: € 8
Large 90x51x80cm: € 9.50
Extra large 120x50x80cm: € 11.50

PASSEANDO POR AMSTERDAM

A estação de trem Schipol Airport é basicamente dentro do aeroporto. Você consegue comprar a passagem no próprio saguão do aeroporto. Escolhemos um bilhete ida e volta para evitar preocupações na volta. O valor de cada um foi 8.40, mais 1 euro no final por conta do pagamento com cartão.

O trem não demorou muito para chegar e logo embarcamos. Ah, um detalhe que vale mencionar: os bancos vermelhos são para primeira classe. Note que nosso bilhete marca Classe 2, isso significa sentar nos bancos azuis do vagão. Não demorou muito, cerca de 20 minutos, e já estávamos na cidade.

conexão longa em Amsterdam

A estação que você deve descer é a Amsterdam Centraal, que fica exatamente no centro, no coração da cidade e que te dará acesso aos principais pontos da cidade. Devo falar que não fizemos um roteiro especifico, muito menos saímos correndo para conhecer a Casa Anne Frank ou o letreiro de Amsterdam.

conexão longa em Amsterdam

Eu odeio fazer as coisas correndo e, devido ao pouco tempo – e a chuva – decidimos apenas passear sem rumo pelas ruelas de Amsterdam. Passeamos pelos canais, aproveitamos muito para tentar relaxar depois da longa viagem e focar no que ainda estava por vir. Conhecemos pouca coisa da cidade, é fato, mas o que mais valeu a pena foi justamente poder caminhar sem rumo, sem pressa e sem compromisso por essa cidade linda. A nossa conexão longa em Amsterdam serviu justamente para nos fazer querer voltar à cidade o mais rápido possível!

conexão longa em Amsterdam

Agora, se você é daqueles que não gosta de perder uma oportunidade e um minuto do tempo, dependendo do tempo da sua conexão, é possível selecionar alguns lugares da cidade que você gostaria de conhecer e fazer a correria. Até pensamos em embarcar naqueles ônibus hop on – hop off mas acabamos deixando para a próxima, mas ainda acho que é uma ótima opção para esse curto período de visita.

Outra dica importante para você que quer tirar aquele foto no letreiro de Amsterdam: do lado de fora do aeroporto existe uma placa idêntica e bem menos visitada, o que vai facilitar a sua foto perfeita 😉

Lembre-se de manter um bom tempo livre para a volta. Contando com o trajeto até a estação, chegada ao aeroporto, coleta da bagagem e encontrar o portão de embarque, passar pelo raio x… Todo esse processo leva um bom tempo e é sensato evitar chegar muito em cima do seu horário de embarque. O agente da imigração nos aconselhou a chegar com pelo menos 2 horas de antecedência. Lembre-se que o aeroporto é gigante e dependendo do seu portão de embarque, a caminhada pode ser longa!

Conexão longa em Amsterdam

Conexão longa em Amsterdam

Conexão longa em Amsterdam