Atualizado em 20/04/2018

Das preocupações de um intercâmbio, o custo de vida no destino escolhido é uma das maiores, sendo o Custo de Vida em Cork e um dos assuntos mais procurados aqui no blog.

Pensando nisso, e para ajudar no planejamento de quem está começando a desenhar seu intercâmbio ou já está embarcando, nós preparamos um post detalhado sobre o custo de vida em Cork, com tópicos relacionados aos prováveis gastos que terão por aqui.

Mas vamos lembrar que o custo de vida em uma cidade é muito variável e vai mudar dependendo de alguns fatores, como o seu estilo ou padrão de vida, seus projetos, seu objetivos, o local da cidade que você escolheu para morar. Os valores colocados aqui não são verdade absoluta, servindo apenas como referência para seu planejamento.

ESCOLAS

As escolas aqui em Cork são mais caras que em Dublin e isso já um fator conhecido por quem está se preparando para vir pra cá. O gasto com a escola não afeta o custo de vida em si, mais o investimento inicial, mas é um ponto a ser considerado durante seu planejamento. Existem 7 escolas na cidade, sendo a mais barata e mais procurada por brasileiros atualmente a ICOT. Todas legalizadas e reconhecidas para fornecer o visto de estudante.

MORADIA

O gasto com aluguel certamente vai ser a maior fatia do seu orçamento mensal e, como já falei antes, dependendo do tipo de moradia que você escolher, irá pagar mais ou menos, assim como a localização também influencia no valor. Cork ainda não chegou em uma situação crítica de moradia como Dublin, mas isso não significa que é fácil conseguir um aluguel – aliás, já viu o vídeo sobre aluguel em Cork?
Cork tem sido uma das grandes alternativas a Dublin como destino de intercâmbio e a concorrência por moradia cresce a cada dia.
A maioria das pessoas prefere procurar opções no centro da cidade, por motivos óbvios, mas se você não se importa de andar de ônibus e prefere ampliar o leque de opções, vale a pena olhar pelos subúrbios e fazer as contas, contando com dinheiro do transporte, pra ver se vale a pena.

– Studio (quarto, sala e cozinha tudo junto): média de 700 a 1000 euros
– Apartamento de 1 quarto: média de 900 a 1200 euros
– Apartamento/casa de 2 quartos: média de 1000 a 1400 euros
– Quarto Single: média de 300 a 450 euros
– Quarto Double: média de 500 a 750 euros

CONTAS

As contas de luz e gás por aqui são pagas bimestralmente, sendo uma média de 100 a 120 euros a cada 2 meses (varia se a casa fornece apenas eletricidade ou eletricidade+gás, quantas pessoas moram na casa, etc.). Existem algumas companhias diferentes que fornecem luz e gás, além de boas promoções e facilidades.
Com relação a Internet, geralmente os combos com Internet+TV valem muito a pena, com valores muito amigáveis e internet muito boa. Aqui temos a Vodafone e pagamos 45 por mês (promoção dos primeiros 6 meses). Os combos nas operadoras varias de 40 a 60 euros. Lembrando que se for investir em um combo de TV, você deve incluir o gasto com a licença de TV que custa 160 euros.
Falando de celular, existem muitos planos pós-pagos com diversas operadoras por aqui. Se você precisa de um comprovante de residência, é uma boa pedida. No mais, vale a pena investir no pré-pago da operadora 3 que custa 20 euros (você deve recarregar a cada 28 dias) e oferece internet ilimitada* (60gb).
Outro item a ser considerado nesse tópico é a taxa de lixo. Se você for morar em casa (normalmente apartamentos tem a taxa já incluída no aluguel), deve questionar se esse valor já é incluído no aluguel e, se não, deve acrescentar cerca de 10 euros no seu orçamento.

ALIMENTAÇÃO

Os gastos com alimentação são os mais variáveis. Aqui, no geral, os produtos são muito baratos, principalmente os de marca dos próprios mercados e de qualidade muito boa. Os principais mercados (ou os que você realmente vai visitar) são o Aldi, Lidl e Tescotem stories sobre mercado lá no Instagram, já viu? Outro lugar que você vai conseguir bons negócios é no Dealz – vá preparado(a)!
Aqui, em média, gastamos de 45 a 70 euros por semana (quando compramos mistura, o valor aumenta porque é a parte mais cara das compras). Pra ficar mais claro, nós dois tomamos café da manhã em casa e jantamos. Eu, além disso, também almoço (não estou trabalhando) e Diego leva almoço para o trabalho. Não passamos vontade mas também tentamos não exagerar.
Comer fora também não é caro, mas pesa no bolso se você faz disso um costume. Tirando fast food, você consegue comer bem em um bom restaurante gastando uma média de 15 a 18 euros (por pessoa). Já pra você que gosta de beber socialmente (rs!!!!), você encontra pints que variam de 3 a 6 euros, depende da cerveja e do lugar.

TRANSPORTE

Dependendo de onde você mora, obviamente não precisa se preocupar com esse gasto. Nós moramos afastados do centro, então, uso e abuso do transporte público por aqui. Para se locomover pela cidade, é só ônibus (não tem DART, Luas, teleférico nem balão, é só busão mesmo). Em alguns bairros os ônibus podem ter intervalos de 30 min (tipo o meu querido 216!), mas na maioria das vezes os horários são cumpridos e você pode confiar e fazer planos sem problemas.
As tarifas variam, em primeiro lugar, dependendo de quantos pontos você vai andar. Até 11 paradas é um valor, passou disso, já é mais caro. Se você tem Leap Card (tem post aqui sobre o Leap Card de estudante!) você paga 30% a menos nas tarifas.

Tarifa Única:
– Até 11 paradas: 2.30 / Com Leap Card: 1.61 / Estudante: 1.61
– +11 paradas: 2.70 / Com Leap Card: 2.70 / Estudante: 1.89

Tickets:
– 24h: 5.60 / Estudante: 4.40
– Semanal: 23 / Estudante: 18
– Mensal*: 84 / Estudante: 67

* Os tickets mensais são validos apenas durante o mês corrente ou seja, do dia primeiro ao último dia do mesmo mês. Para fazer a carga, você deve comparecer diretamente à bus station, no centro da cidade.

LAZER

Nosso principal lazer aqui é comer fora e ir ao cinema. O valor normal do cinema por aqui é 9 euros, mas se você pegar uma sessão antes da 17, paga apenas 6, em qualquer dia (válido para os cinemas da rede The Gate – Centro, Douglas, Midleton e Mallow). Outra opção é o Omniplex (pra mim, o melhor!) que fica no Mahon Point Shopping Centre. O valor é de 8.10 euros, mas se você comprar online e logado no site, tem desconto de 10%.

 

Foto: Freepik

Author

30 Comments

  1. Olá… Nadine obrigada por suas postagens, já abriu um pouco mais meus horizontes… Pretendo ir em Janeiro 2018 e Cork passa ser uma boa opção. Obrigada

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Jordana!

      Fico feliz que tenha considerado Cork como destino! Tenho absoluta certeza de que ira amar a experiencia!!!!!!! ;*

  2. Boa noite Nadine, tudo bem?
    Excelente post! Mas ficou uma duvida em relação aos aluguéis. Esses valores que vc postou referente a casais (600 a 800 Euros) são semanais ou mensais?
    Obrigado e parabéns mais uma vez.

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Carlos!

      São mensais!!!

      Obrigada pela visita, comentário e feedback! 🙂

  3. Olá Nadine, Tudo bem?

    Bom, primeiramente parabéns pelos post. São de grande ajuda!
    Tenho perguntas, duvidas e medo. Pois sou marinheiro de primeira viagem e quero estar na Irlanda em Agosto.
    Vamos as perguntas:

    1 – O que vc recomenda? Se matricular e o pagamento referente a escola particular ou procurar alguma agencia de viagem?
    2 – Quais os tipos de trabalhos que mais dão emprego?
    3 – Há quanto tempo reside na irlanda?

    • Nadine Jalaim Reply

      Olá Ulister! Primeiramente, obrigada pela visita e comentário!

      Respondendo às suas perguntas…

      1. Eu sempre recomendo procurar uma agencia de intercâmbio especializada pois, além de ter uma garantia de suporte pós venda, os consultores estão aptos a auxiliar e tirar todas as dúvidas referentes ao intercâmbio em questão, fora a facilidade de pagamento, normalmente podendo ser parcelado, o que pra gente já ajuda bastante, não?

      2. Os trabalhos que os estudantes conseguem, normalmente, são subempregos: atendentes de fast food, cleaner, kitchen porter, au pair/babá, entregadores. São trabalhos simples, que demandam um inglês razoavel mas não chegando a ser fluente e que aceitem 20h semanais de trabalho, que é o montante que o estudante pode trabalhar.

      3. Eu morei 1 ano na Irlanda mas agora, por motivos de força maior, estou no Brasil mas se Deus quiser será por pouco tempo.

  4. BRUNIENRE BARBOZA DOS SANTOS _ Reply

    Olá, tem agencias de intercâmbio brasileiras para cork que fornecem cursinhos rapidos de inglês 4 semanas. Como ficaria a questão de hospedagem, gastos para 1 mes, casal???

    • Nadine Jalaim Reply

      Olá Brunienre!
      Eu acredito que as agências façam sim programas de intercâmbios curtos como os que você mencionou. A hospedagem, provavelmente, seria em acomodação da escola ou host family. Em questão de valores eu realmente não sei te dizer para esse tipo de intercâmbio. Acho que varia muito de escola pra escola e da acomodação que você pretende escolher.

  5. Aklla Muniz Reply

    Boa tarde!

    Gostaria de saber sobre impostos, como funciona o desconto de imposto nos salários aí na Irlanda.
    Obrigada

  6. Gregory Melo Reply

    Muito legal o post!! Me ajudou bastante! Comecei a pesquisar sobre intercâmbio agora e não escolhi o país certo ainda, mas depois de ler o post e comentários, Irlanda já esta um passo a frenter rss

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Gregory, tudo bem? Obrigada pela visita e comentário! Espero poder auxiliar mais vezes e não hesite em entrar em contato caso necessite, ok?

      Boa sorte!
      Abs
      Nadine

  7. Elcio Pari Reply

    Nadine, bom dia!
    Poxa que pena, você acha que consigo um bom curso por uns 1.500 Euros por 6 meses?
    Em relação a emprego você acha que é possível encontrar mais facilmente em Cork?
    Saberia me dizer quanto tempo a pessoa tem que contribuir com o governo Irlandês sendo cidadão Europeu para conseguir ajuda de custo (seguro desemprego) caso a pessoa venha a perder o emprego?

    grato

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Elcio!
      Curso em COrk por esse valor? Sem chance! Apesar da cidade ser mais barata que Dublin em questão de alugueis, os cursos são consideravelmente mais caros. Para primeiro curso, os valores giram em torno de 2400. Para renovação você ainda consegue chegar nos 2k.
      Emprego é bem relativo e ouso falar que é mais questão de sorte ou de estar no lugar certo, na hora certa. Obvio que nada cai do céu, você tem que mergulhar e realmente procurar e aceitar o que tiver – se esse for seu objetivo. Não consigo mensurar se é mais fácil que Dublin por exemplo, acho que as possibilidades acabam se equilibrando devido as proporções de cada cidade.
      Com relação ao “seguro desemprego”, se não me engano, tem que contribuir pelo menos 1 ano para ser elegivel – mas essa informação carece de uma pesquisa mais aprofundada para confirmação.

  8. Elcio Pari Reply

    Oi Nadine, Como vai?

    Pretendo ir para a Irlanda com meu irmão ano que vem mas antes estamos planejando tirar a cidadania Italiana e depois ir direto. Nos comentários que li você havia dito que os custos das escolas são altos e não vamos com intercâmbio, gostaria de saber quanto são os custos para um cidadão Europeu pois dizem que é muito mais barato. Esta é minha maior dúvida, pois todo mundo vai como estudante.

    grato

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Elcio! Obrigada pela visita e comentário!
      Bom, os custos não mudam para euorpeu. Meu marido fez curso na CEA e o preço foi o mesmo que para um brasileiro, por exemplo. Eu já ouvi dizer sim que Europeus podem conseguir valores mais em conta mas, sinceramente, nunca vi isso na prática. Com relação ao custo de vida, também não muda, pois independe da sua nacionalidade.

  9. Diego Manoel Reply

    Ola, adorei o
    Artigo! Parabens!
    Entao, moro em Dublin a seis meses, tenho um
    Emprego
    Full time e incrivelmente nao tenho
    Mais dinheiro! Nao facomodeia porque!
    Tenho passaporte europeu, logo nao precisaria de escola como obrigacao.
    Minha pergunta é: quanto seria legal eu ter para migrar para Cork?
    Claro
    Que 3 mil euros seria maravilhoso, mas digo
    Em cifras possoveis para quem ja esta aqui.
    Sobre emprego, como esta a demanda!?
    Obrigado

    • Nadine Jalaim Reply

      Olá Diego! Obrigada pelo comentário e visita!

      Menino, mas tá sem dinheiro com emprego full time? Rs… Desculpe a brincadeira, vamos ao que interessa! Olha, tudo vai depender de quais são seus objetivos, de quanto quer pagar em uma casa/quarto, seus gastos, se pretende procurar um trabalho logo de cara. Tem muitas variações aí. Um quarto por lá, próximo ao centro sem precisar de bus para fazer nada, está entre 300/400 euros pelo que tenho visto. Vc encontra sim mais barato, e até mais caro, mas em média é isso aí. As contas divididas em uma casa eu fico devendo pq eu não dividia casa, tenho a minha projeção para duas pessoas que era em torno de 150 euros por mês (agua, luz, gas, internet, tv) mais o mercado (200). Acredito que a partir disso já dá pra vc ter uma ideia, mas é dificil te dar um valor mesmo que seja aproximado pois eu não sei quais são os seus planos.

      Espero que tenha ajudado! 😉

  10. Alline Santos Reply

    Oiii, pretendo ir para a Irlanda ano que vem (entre Janeiro e Março) e estou na duvida entre Dublin e Cork, estou pesquisando e ainda to muito confusa!
    Vc disse que conseguir lugar pra morar por ai ta dificil e as pessoas que estão em Dublin estão me dizendo a mesma coisa :((((
    Eu pensei em Cork por achar que o número de brasileiros seria menor que Dublin e seria melhor pra praticar o inglês , eu sei que tudo depende do meu empenho mas isso me animou !!
    E em relação a escola vi a CEC (que é mais cara) porém pelo que tenho lido parece ser realmente boa!

    Queria uma opinião sua! Desde já, obrigada!

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Alline. Olha, a situação de acomodações está feia em ambas as cidades, cada uma nas suas devidas proporções. Dublin, por ser maior, abriga muito mais gente, mas nem por isso deixa a situação mais fácil. Cork tem bem menos opções e muita gente chegando mas muita gente saindo também. A rotatividade é bem grande.
      No final vai depender do estilo de vida que você quer pq Cork é muito pequena, apesar de ter um pouquinho de tudo, é uma cidade bem paradinha. Dublin já é a capital, coisas acontecem na cidade, muito mais opções de lazer, moradia e emprego mas também muito saturada e brasileiros caindo do céu. Não que Cork não tenha brasileiros, mas acho que o número tem aumentado desde que cheguei e ainda vai aumentar.
      Em relação ao inglês, como vc mesmo disse, vai depender mais de você do que qualquer coisa. Cork tem uma comunidade internacional muito forte e ativa e não é dificil fazer amizades com pessoas de outros países e praticar o ingles.
      Eu tenho certeza que qualquer que seja a sua escolha, você vai aproveitar e curtir muito!! Depois me conta…

  11. Renata Silva Reply

    Vou agora em agosyo, agora fiquei com receio, pois paguei apenas acomodação para 2 semanas. Tem algum contato de quem tenfa intefesse de dividir um ap para agosto?

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Renata! Olha, o que eu costumo aconselhar todo mundo que me pergunta é justamente para pegar de 3 a 4 semanas de acomodação iniciais, pois a questão de aluguel tem tirado o sono de muita gente. Muita gente consegue acomodação fixa nas duas primeiras semanas, muita gente não… é loteria, não dá pra prever. Veja se consegue mais uma semana de acomodação com a sua agencia.
      Infelizmente eu não tenho contato de ninguém que possa te ajudar nesse momento. Fique de olho no Daft e principalmente nos grupos do Facebook. Sempre postam vagas de acomodação por lá e é uma ótima forma de você conhecer as oportunidaades.

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Patricia! Normalmente sai mais caro sim, porém é um tipo de acomodação que eu recomendo muito. Não fiquei em casa de familia de Irlanda, mas tive conhecidos que relataram que tiveram uma ótima experiência. Geralmente café da manhã e janta estão incluidos, o que é maravilhoso em questão financeira, certo? Fora o convivio diário com uma família Irlandesa, o que já vale para compartilhar e conhecer um pouquinho da cultura e costumes locais.

  12. Pessoal, pra alugar ai em Cork ainda está aquele parto? Cork era minha primeira opção quando decidi me mudar p Irlanda com o namorado (no mesmo esquema q vocês foram) mas com a tal “crise de moradia” ficamos com receio. Li matérias sobre pessoas que conseguiam emprego e deixavam para trás devido a falta de acomodação. Vocês acham que a situação ainda é essa?

    • Nadine Jalaim Reply

      Oi Marianne, obrigada pelo comentário!

      Bom, sinceridade? Ainda está dificil sim, mas devo falar que houve sim uma melhora. Os landlords ainda estão reticentes em alugar para estudantes ou pessoas que não tem como comprovar renda ou trabalho, mas com um pouquinho de conversa acaba conseguindo. O ideal é vir preparado e ter pelo menos um mês de acomodação para garantir que vai ficar tranquilo e não precisar ficar caçando onde ficar caso não consiga sua acomodação fixa.

      Abs
      Nadine

  13. Muito legal o post! Fico no aguardo do post sobre o mercado!! rsrs
    Bjs

    • Nadine Jalaim Reply

      Obrigada Daniele! Fica de olho que logo mais o post vai pro ar! 😉

      • Valeu, adorei o post do mercado! Economizar é sempre bom, a ideia do menu semanal é ótima!
        Eu ainda não sei como vou fazer, pq vou dividir casa, então só chegando mesmo para ver qual o esquema.

        • Nadine Jalaim Reply

          Depois que comecei a fazer o menu semanal minha vida mudou por aqui. Sério! Está sendo bom ter tudo pensado e programado. E com relação à economia, é visível a melhora!!!!!

          Bjos!

          • DANIELE RODRIGUES

            Ahn, legal!!! Eu acabei de chegar. Assim que conseguir acomodação definitiva, vou me programar melhor com as compras. Valeu! 🙂

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.