Não só é possível como VALE MUITO A PENA!

Eu confesso que jamais tinha imaginado estar a bordo de um Cruzeiro Brasil-Europa – até porque nunca tinha viajado de navio – mas quando decidimos ir para Irlanda, essa ideia surgiu e eu não lembro exatamente como e, então, começamos as buscas…

Se você também tem a ideia e/ou vontade de ir – ou mesmo voltar da Europa – a bordo de um desses cruzeiros, papel e caneta na mão (à moda antiga sim) que eu vou te dar algumas dicas de pesquisas, conveniências, economias para fazer sua viagem ser um sucesso!

Iniciando as pesquisas
Para começar as suas pesquisas, você tem que ter noção das datas da sua viagem. Os navios de travessia não são constantes, eles seguem temporadas de verão para onde vão, ou seja, os navios que partem do Brasil com destino à Europa saem entre Março/Abril e a volta normalmente fica entre Novembro/Dezembro. Você tem que ficar bem atento com relação às datas de saída e chegada, principalmente se você já está com planejamento de intercâmbio feito, com escola comprada e data fixa para iniciar. Sugiro pensar primeiro nas datas no Cruzeiro para depois fechar a data da escola.

Outro ponto a ser pesquisado com muito carinho é sobre os portos de chegada. A minha escolha foi baseada em lugares que faziam voôs direto para Cork, que era meu destino final na Irlanda. Tendo isso em mente, optamos por seguir através do porto de Barcelona que foi o único lugar que encontrei esses voôs. Porém, contudo, todavia, eu deixei para comprar as passagens de BCN-ORK mais pra frente pois eles só vendiam com 3 meses de antecedencia (Aer Lingus). Qual não foi a minha surpresa que as datas liberadas (esse voô é sazonal) seriam a partir do dia 20 de maio (e minha chegada em Barcelona seria no dia 03 de maio. Ou seja, fomos para Dublin mesmo.

Além do porto de chegada, você tem que verificar quais são os portos de saída, também! Eu saí de Santos, mas existem opções saindo do Rio, Salvador e algumas em Recife. Depende muito da companhia escolhida e das temporadas. Verifique com muita atenção pois você pode ter que colocar mais um trecho de viagem e pode não valer a pena em questão de valores. Pesquise muito bem esse detalhe!

Cruzeiro Brasil-Europa

Escolhendo a companhia
Escolheu a época que você quer viajar, porto de saída e chegada? Agora é a hora de decidir a companhia de cruzeiros que você vai escolher. Temos a MSC, Royal Caribbean (pelas minhas pesquisas e informações durante meu cruzeiro, essa cia faria a sua ultima travessia em 2016, mas listo aqui para incluir na pesquisa de vocês, nunca se sabe!), Costa Cruzeiros e Pullmantur. Os preços são variáveis (de acordo com os dias de viagem) mas bem próximos entre as companhias, assim como as opções de cabine. As vezes a cia mais barata não opera no porto que você havia escolhido então pode ser que você tenha que mudar alguns filtros na sua pesquisa mas acredite, vale a pena no final das contas, ok?

Escolhendo a cabine
Olha, esse é um tópico meio tenso para mim. Como nunca havia viajado de navio, não sabia ao certo o que valia mais a pena ou não. Para essa viagem, tentei não pensar muito muito no fator dinheiro e sim no fator conforto – afinal, seriam 14 dias dentro do navio! E hoje, depois de vivenciar toda a travessia eu falo: peguem cabine com varanda! Aí alguém pode falar: “Ah, eu não vou ficar muito tempo no quarto e o navio tem “varandas” em toda lugar” . Realmente, o navio te dá uma visão panôramica de tudo e isso é inegável. Porém, contudo, todavia, ter uma varandinha lá no quarto fez toda diferença pra gente. Muitas vezes ficavámos sim no quarto, sentados na varanda, lendo livros, tomavámos café da manhã por lá, de pijama sem se preocupar com nada.

Assim, no final das contas, tudo vai depender do bolso de vocês, é lógico. Mas vale a pena conferir as possibilidades pois a nossa cabine foi super barata! Mais barata que avião na época que fomos (Abril/2015). Eu dou a dica e vocês, é claro, seguem se quiserem. Eu penso assim, se eu estou fazendo uma viagem como essa, vou fazer no melhor estilo para aproveitar ao máximo – óbvio que o navio é grande e você sempre vai achar algo pra fazer. Mas se o seu objetivo é relaxar e apreciar o seu momento, meu amigo, vai com fé e gaste seus reais a mais se tiver condição. E ah, eu aposto que você não ia gostar de perder a chegada cedo em Tenerife e apreciar a vista da ilha direto da sua varandinha particular? 😉

Cruzeiro Brasil-Europa
As vezes tem neblina, oras!

Comprar pacote de bebidas ou não comprar
Bom, vou falar da minha experiência com a Royal, nesse caso – infelizmente não posso falar das outras porque não conheço (mas quero muito, viu companhias????? XD ). Nós compramos o pacote de bebidas que dava direito a suco, água, café, cha, refrigerante e drinks sem álcool. Fomos prevenidos! Porém, confesso que não era necessário. E explico o porque: no café da manhã, café, chá e sucos (máquina) são a vontade! Assim como durante o almoço e janta no buffet. E ah, tinha máquinas de água e suco em vários pontos do navio e durante o jantar no restaurante “chique” (que está incluso) também é servido água.

Nos arrependemos de pegar o pacote de bebidas (que não foi barato). O refrigerante que era servido era de máquina (sempre horrivel!) e acabamos nem tomando muito. Aproveitamos os drinks que eram bem gostosos! Mas assim, falar que valeu a pena, não valeu não e não recomendo! O pacotes que incluem bebidas alcoolicas são bem mais caros e só compensa se você bebe MUITO! Se for uma ou outra, acho que vale mais a pena comprar avulso no navio.

Passeios
Os tours nos portos de parada não estão inclusos no valor do navio, sendo necessário pagar a parte. Compramos os nossos (Tenerife e Malaga) com antecedência pelo site da Royal – e eu recomendo comprar com antecedencia que os valores são mais em conta.
Vale bastante a pena fazer os paseios, afinal, você tem apenas algumas horas no lugar e quer fazer valer a pena. Não pagamos caro nos tours e curtimos muito! Você pode comprar direto no navio também, mas os valores serão mais altos e você estará a mercê da cotação do dólar (acho que não preciso falar que dentro do navio os gastos são todos em dólar, hein?)

Cruzeiro Brasil-Europa

Prós da viagem
Ai, a lista de prós é gigantesca! O passeio em si já vale. O navio já vale! as paradas, o conforto, as comidas MARAVILHOSAS… nossa, sem comparação! Acredito que você aproveita mais e relaxa a cabeça e o corpo para essa mudança tão grande. Acho que é uma boa preparação e transição. Outra coisa boa é com relação as malas. No navio você pode levar até 90 kg por pessoa, o que para quem está indo fazer intercâmbio é maravilhoso – mas vale lembrar que quem está indo para Irlanda necessariamente vai ter que fazer um voô doméstico ou seja, restrictions apply. #ficadica

Quer saber mais vantagens de viajar de navio? Clique aqui.

Contras da viagem
É uma viagem demorada e de certo modo cansativa. Vai chegar uma hora que você vai entendiar, vai enjoar (dramin na bolsa, sempre!), vai querer ter ido de avião – especialmente durante os 6 dias de navegação direto, sem paradas! Você vai querer ir na piscina e não vai poder, tá cheia. Vai querer ir na hidro, tá cheia. São 6 dias que TODOS OS PASSAGEIROS estão no navio então fica BEM movimentado!  (tô aqui pensando mas não consigo achar mais contras! É muito amor por essa viagem!)

Algumas fotos pra vocês! XD

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Cruzeiro Brasil-Europa

Bom gente, o post ficou GIGANTE! Mas acho que deu pra cobrir grande parte da dúvidas que vi a galera postando nos grupos do Facebook. Espero que ajude quem ainda está receoso de fazer essa viagem e qualquer coisa, postem aí nos comentários que a gente responde! <3

Author

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.