A maior preocupação durante um intercâmbio é grana. Não tem jeito: a palavra de honra é ECONOMIA. 

Tentamos economizar de tudo que é jeito: saindo menos, gastando menos com roupas, sapatos e afins, planejando viagens com antecedência, etc, etc, etc. Mas tem uma coisa que consome grande parte da nossa grana mas que ainda assim é essencial: mercado! Sim, minha gente. Mercado é sempre uma dor de cabeça. Entre uma promoção aqui e ali, a gente vai se ajeitando e vai gastando menos. Porém, na maioria das vezes, gastar menos no mercado é sinônimo de privações e muitas vezes de comer sempre as mesmas coisas. Eu não sei vocês, mas se tem uma coisa que eu simplesmente detesto é comer sempre o mesmo prato. Posso comer a mesma coisa, mas feita de formas diferentes. É, tenho disso.

Frescuras a parte, Diego e eu prezamos por uma boa alimentaçãoentenda-se gostosa, e não saudável, ok? – então sempre tentamos fazer o melhor trabalho no mercado. Gastamos, talvez, um pouquinho mais que a média, mas variamos bastantes nos nossos pratos e não passamos vontade. E, óbvio, sempre cozinhamos em casa.

Em setembro, outubro – não me lembro agora – tive a ideia e criar um menu semanal aqui em casa. O que me levou a isso, a princípio, foi a preguiça de ter que pensar no que fazer de comida dia após dia após o trabalho e as vezes querer fazer alguma coisa e não ter em casa. Comecei a criar nosso menu para o almoço do Diego e nossa janta.

As primeiras semanas foram super bacanas, me livrei do peso de ter que ficar pensando no que fazer pra jantar, ou ter que parar no mercado na volta pra casa. Porém, com o passar do tempo, notei outro grande benefício dos menus: nossas compras semanais estavam ficando mais baratas e mais proveitosas! Fora que o desperdício também diminuiu!

Aí vocês me perguntam: mas como seus gastos diminuíram? Simples: toda semana faço a lista do mercado baseada no menu da semana, ou seja, sei exatamente o que preciso e vou usar naquela semana! Hahahahahaha Dificilmente compramos itens fora da lista e, não é toda semana que precisamos comprar mistura. Conseguimos manter um estoque no freezer e variar bastante as nossas opções.

Lá atrás, antes do menu, chegávamos a gastar 60 euros por semana no mercado e muita coisa ia pro lixo. Como resultado da mudanças os gastos agora ficam entre 30 a 50 por semana – sendo que gastamos mais que 40 quando temos que comprar mistura ou produtos de limpeza. Óbvio que esses valores são nossos, refletindo o nosso estilo de vida – não significa que você vai gastar isso. O que eu quero mostrar é o quanto esse planejamento nos ajudou a diminuir e manter essa linha de gastos com mercado.

MENU

No mercado, sempre escolhemos os produtos da própria marca do mercado – no nosso caso Tesco – e que são de altíssima qualidade. Outro ponto importante é ver as promoções: muitas vezes se você levar dois itens, o segundo sai de graça ou a mais barato. No caso de mistura, pelo menos aqui no “nosso” Tesco, tem promoções que você pode pegar 3 bandejas – carne, frango, porco, nuggets, hamburguer – e sai por 10 euros. E sem falar dos famosos reduced: parada obrigatória para quem gosta de uma boa economia. De salmão a sobremesas, passando por queijos e pratos prontos, é possível conseguir ótimos preços nos produtos que estão para vencer.

Fazer menu da semana não é fácil mas com o tempo você pega prática. Virou nossa rotina de todo domingo de manhã, antes de ir no mercado. As vezes é um pé no saco e dá preguiça, mas quando você consegue enxergar o resultado, até dá prazer em fazer. Já estamos nessa há meses e posso garantir para vocês que ajuda e ajuda MUITO!!!!!

Vocês tem outras dicas para gastar menos no mercado? Compartilha com a gente!

Author

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.