Tudo bem que a Mitchelstown Cave não fica propriamente em Cork, mas é uma das muitas opções de passeio pela região. E, não podemos deixar de considerar, não é mesmo? Eu já estava namorando uma visita nessas cavernas h´á tempos e finalmente criamos coragem, pegamos o carro e fomos.

Foi a primeira vez na vida que eu entrei em uma caverna e, como não tenho parâmetro de comparação, devo dizer que achei muito interessante. A caverna em si, a história, as formações – já estou querendo fazer um tour “cavernístico” pela Irlanda afora.

Mitchelstown Cave fica a cerca de 60km do centro de Cork, no condado de Tipperary, uma viagem de aproximadamente 50 minutos. A estrada pra lá é muito boa – em sua maior parte – com vistas lindas e muito, mas MUITO verde. Ah, e devo lembrar que tem pedágio de EUR1.90 na M8.

MITCHELSTOWN CAVE

Falando um pouquinho da história das cavernas, Mitchelstown Cave foi descoberta em 1833, por Michael Condon. Na verdade, o “descobrimento” foi bem acidental: enquanto extraia calcário da região, Michael deixou uma de suas ferramentas cair em uma fenda e, na tentativa de recuperá-la, acabou descobrindo a caverna.

Junto de mais dois garotos, Michael decidiu explora-lá e acabou encontrando uma entrada e, com velas para iluminar o caminho e muito cuidado, conseguiram entrar. Depois de algumas horas de exploração, descobriram que as cavernas eram muito maiores do que imaginavam e no caminho de volta, as velas acabaram se apagando e os três ficaram presos lá por cerca de 12 horas até serem encontrados pelo pai de um dos garotos.

Entrada da caverna

A notícia do descobrimento das cavernas se espalhou rapidamente e logo um grande número de curiosos apareceu para visitar o “achado”. A família que morava no local acabou se tornando guia, conduzindo os visitantes dentro das cavernas, com nada menos que algumas velas.

De lá pra cá, muitos estudiosos passaram anos visitando e estudando as cavernas, em buscas de respostas sobre sua formação, idade, história – nada muito concreto ainda.

Foi na década de 60 que investimentos foram feitos, transformando Mitchelstown Cave em um ponto turístico, construindo uma entrada, com escadas para facilitar o acesso, além da instalação de luzes no interior da caverna. Com isso, Mitchelstown Cave se tornou a primeira “show cave” na Irlanda.

VISITA

A visita, de fato, não é para os fracos. Só existe um ponto de acesso às cavernas, ou seja, entrada e saída são pelo mesmo lugar. E já aviso: esteja preparado(a)! São cerca de 88 degraus, que mesmo para descer entrega algumas dificuldades.

Apesar de não sofrer com “enchentes”, o piso da caverna ainda pode ficar molhado e lamacento, então prestar atenção nos sapatos é fundamental! Outro ponto: a temperatura da caverna giram em torno de 12 graus, constantes o ano inteiro. Uma jaquetinha é uma boa pedida!

Todos os tours são guiados e com um mínimo de 2 adultos. No tour, o(a) guia fala sobre detalhes da história da caverna, entre algumas curiosidades. Em um determinado momento as luzes são apagadas – óbvio que com prévio aviso – para se ter a noção foi durante a exploração do local.

Valores:
Adulto: 9 euros
Criança: 3.50 euros (até 12 anos)
Família: 20 euros (2 adultos e 2 crianças até 12 anos)

Horário de funcionamento:
02/02 até 13/05: das 10 am até 4 pm (7 dias por semana)
14/05 até Agosto: 10 am até 4.45 pm (7 dias por semana)
Setembro, Outubro: 10 am até 4.30 pm (7 dias por semana)
Novembro: 10 am até 4 pm (7 dias por semana)
Dezembro, Janeiro: 10 am até 4 pm (SOMENTE finais de semana)
Abre durante Bank Holidays

CURIOSIDADES

Mitchelstown Cave Mitchelstown Cave

Author

Write A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.